Exames

radiologia em fortaleza

Densitometria Óssea


É a análise digital da quantidade de cálcio e demais minerais contidos nos ossos (densidade mineral óssea), objetivando o diagnóstico da osteoporose.

Utiliza radiação duo-energética de baixa intensidade, para obtenção de imagens de coluna lombar, fêmur proximal, antebraço ou do corpo inteiro.

O método permite o conhecimento precoce da massa óssea e conforme a indicação do clínico é possível também, determinar a massa muscular e tecido gorduroso.

Como funciona

Utiliza o mínimo de radiação (dez vezes menos que uma radiografia convencional), avaliando por análise digital a densidade óssea da coluna, quadril, antebraço e punho.

Permite ao médico verificar se o paciente está dentro dos limites normais ou se corre maior risco de fraturas.

Quanto mais baixa a densidade óssea, maior o risco de fraturas!

Vantagens da Densitometria Óssea

Sendo um método diagnóstico não invasivo permite identificar redução de massa óssea sugerindo a possibilidade de fraturas, sendo indispensável no diagnóstico e avaliação do tratamento da osteoporose.


Preparo para o exame

- Use roupas leves sem acessórios metálicos (zíper, botões, broches, etc.).

- Suspenda por 24 horas antes do exame, a ingestão de comprimidos à base de cálcio.

- Se realizou exame com uso de contraste (oral ou retal) guarde um intervalo de 5 a 7 dias para a densitometria.


- Informe se fez cirurgias prévias e uso de prótese sobretudo da coluna, quadril e glúteos (inclusive de silicone).


Indicações para o exame:

Indivíduos com vida sedentária.
Indivíduos com 65 anos ou mais com ou sem riscos adicionais.
Mulheres na fase pós-menopausa portadoras ou não de fraturas.
Pacientes com uso de corticoides ou com imobilização prolongada.
Pacientes de pele clara, delgadas com baixo peso corporal.
Pacientes com riscos de quedas freqüentes, por deficiência visual ou locomotora.
Pacientes com hiperparatireoidismo primário ou hipertireoidismo.
Pacientes com deficiências hormonais.
Pacientes com suspeita radiológica de osteopenia ou com histórico de fraturas.
Pacientes com osteoporose para controle de tratamento.

Durante o exame

O procedimento é realizado com o paciente deitado na maca do equipamento com pernas fletidas, seguindo a orientação da técnica. É importante que o paciente fique imóvel para obtenção de imagens mais nítidas e precisas.

A aquisição das imagens é feita em cerca de 5 minutos. O tempo médio de duração do exame (posicionamento e obtenção de imagens) é de 15 a 20 minutos.

Informações importantes

Além da avaliação da densidade mineral óssea pode-se determinar a composição corporal do individuo informando percentuais dos tecidos muscular e adiposo dos segmentos corporais.

Essa análise é de valia particularmente em atletas em condicionamento físico e na avaliação da gordura em mulheres que apresentam adiposidades mais freqüentes que em homens.

Cuidados após o exame

Não há recomendação!